Time do bairro da Penha venceu o Vila Mariza na final e ficou com o título inédito

Vila Mariza e Bahia fizeram a final do campeonato Citadino 2021.

O jogo foi no estádio municipal Vidal Ramos Junior na manhã ensolarada deste domingo (21). Com divisão de torcidas (Bahia no pavilhão antigo e torcedores do Mariza no pavilhão novo), o jogo começou com muito barulho.

Os times ocuparam os vestiários do Tio Vida e entraram perfilados, juntos ao trio de arbitragem da decisão: o árbitro Euler e os auxiliares, Robert Santana e Valeci.

O Vila Mariza com uniforme tradicional em amarelo, preto e azul

e o Bahia com suas camisas em vermelho e azul.

Um jogo de estudos e principalmente cautela, de ambos os lados, pois valia o título de campeão lageano de futebol.

Grandes lances durante a partida. Num desses lances, o atacante Jonas do Bahia chutou de fora da área, mas o goleiro Tchumba foi buscar no alto, de mão trocada, para fazer uma das melhores defesas do campeonato.

Quem estava presente, observando e também colaborando para o bom andamento da final, foi a Polícia Militar através do 6º BPMSC.

Uma garotinha torcedora, durante a partida, pediu para fazer uma foto com os policiais sendo prontamente atendida.

No jogo, um dos maiores destaques da competição, o meia atacante Gordo, do Bahia, sofreu uma lesão e teve que sair de campo, desfalcando sua equipe.

Aliás, ele chegou a ser conduzido pela ASU do Corpo de Bombeiros até a emergência do HNSP.

O jogo então terminou empatado em 0x0 no tempo normal, tamanha igualdade dos times em campo.

A prorrogação não foi diferente. Outro 0x0 mandou a decisão para os pênaltis.

Ai sim foram os momentos de maior emoção da partida.

Entre erros e acertos, ficou melhor para o Bahia que venceu por 4×3 e comemorou muito.

Foi uma explosão de felicidade mesclada com sorrisos e choros de felicidade e de dever cumprido.

Que o diga o presidente do Bahia, o Daboit, que aos prantos foi acalmado pelos seus atletas.

Na apresentação da premiação, o repórter Fábio Riscarolli, do nageralsc e do site Lages Esportes, chamou os vencedores.

O troféu de melhor defesa foi para o Caravággio do goleiro Léo, que teve a melhor média em gols tomados. O presidente do bairro Coral, Moisés Faraon, fez a entrega.

O troféu de artilheiro do Citadino foi entregue pelo desportista Ademir o Tuca, ao Bocão, atacante do Vila Comboni que fez 8 gols.

A terceira colocação ficou como Caravággio devido a vitória do Bahia, o troféu foi dirigido ao perdedor da semifinal e foi entregue pelo vereador Nei Casa Nossa.

A segunda colocação ficou com o Vila Mariza e o desportista e assessor do deputado federal Darci de Matos, Armando Melo, entregou o troféu ao capitão Assolan.

O troféu de primeiro lugar e réplica do troféu transitório, foi entregue pelo superintendente da FME, Renatinho Jr e, o vice prefeito Juliano Polese, ao Bahia.

Já o prêmio de campeão do Citadino, troféu transitório ZANOELLO, foi entregue pelo vice prefeito de Lages, Juliano Polese.

Uma grande festa foi feita pelos torcedores, jogadores e comissão técnica do Bahia.

Aliás, festa foi o que não faltou aos dois times após o término. O Vila Mariza comemorou com seu torcedor, o troféu de vice campeão do Citadino, lá no campo do Altos da Vila, no bairro do time.

Já o Bahia, comemorou no salão de festas do bairro Nadir.

Parabéns aos participantes do Citadino 2021 e em especial, aos ganhadores e premiados. Em 2022 já está garantida a segunda edição com presença no calendário esportivo oficial da FME. A competição foi organizada pelos desportistas Nilton Wolff e Pablo de Mello, através dos meios de comunicação, canal do youtube nageralsc e site Lages OnLine.

Os apoiadores da competição foram: a Fundação Municipal de Lages, através do superintendente Renatinho Jr e sua equipe

e a empresa lageana Zanoello, que confeccionou a premiação da competição.

Veja mais fotos:

Texto e fotos: Nilton Wolff/Lages OnLine

Categorias: Uncategorized

0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *