Na foto: uma das equipes da saúde na vacinação contra o Covid-19

Desde o início da Pandemia em Lages, comecei a fotografar as diferentes situações em relação ao Covid-19.

Entre elas, o vazio na cidade, onde ninguém saia de casa, um centro de ruas desertas, sem uma alma vida que fosse, todos se cuidando ou simplismente obedecendo ordens de ficar em casa. Ah, mas de vez em quando aparecia uns homens com trajes especiais…

As pessoas andando com máscaras, coisas que eu via somente na tv, com imagens de outros países, e nunca imaginei ver pessoalmente, muito menos, usar.

Fiz imagens das pessoas voltando, no que muitos diziam ser um “novo normal”. Pessoas trabalhando e atendendo os clientes…

A volta do uso do transporte publico, de forma jamais vista na cidade…

A primeira missa em Lages… com padres, o Bispo e, sem fiéis presentes…

Os diversos trabalhadores, se cuidando e cuidando dos outros

Cuidando de várias maneiras, uma delas, através de roupas e alimentos, pois muitos ficaram sem trabalho e sem dinheiro

Cuidando de nossos idosos principalmente, pois eram os principais alvos do vírus

Fiz fotos das pessoas no Inverno lageano, usando máscara

E veio o verão, e as pessoas continuaram usando máscaras

Mudando a forma de conversar no calçadão entre amigos e amigas

A cidade tinha que continuar seu dia a dia, mesmo que diferente de oputras épocas é claro, assim, os operários com um acessório a mais, davam continuidade ao crescimento da cidade

Enfrentando os problemas que sempre tivemos, uma hora ou outra

Os governantes do município, tendo que administrar problemas antes nunca vistos por aqui, mas sem deixar de dar seu exemplo

A Saúde tendo desmembramentos atualizados onde todos aprendiam algo novo, a cada momento

Também fiz fotos inusitadas no esporte, com exemplos das jogadoras campeãs do mundo, pois o mundo todo estava enfrentando nossos mesmos problemas

E como é lei, desde o início, as pessoas responsáveis, fazendo valer a lei, pois infelizmente, cuidar da própria Saúde, por alguns, não foi levado a sério

E os responsáveis por Servir e Proteger

Continuaram “Servindo”, apenas com um acessório a mais, que antes era usado por muitos de seus oponentes

E continuam “Servindo”, agora cuidando das pessoas, com um novo aparelho de proteção

Os professores continuam a educar, com novos e atuais assuntos, que já fazem parte de nossa história

tanto para nossas crianças

quanto para os nossos jovens

Educar é preciso sempre

E como falar de Pandemia, após todas essas imagens, se não falar daqueles que se doam, dia a dia, minutos a minuto,

para cuidar, ensinar, proteger, trabalhar, e se doar, totalmente, com ciência e fé, com riscos e até mesmo, com a própria vida.

Dos responsáveis pela Saúde

Daqueles que transmitem a esperança, e ajudam aqueles que ajudam

Daqueles que através de uma seringa, ligam a ciência à fé

Ligam a vida, à vontade de viver, desde a primeira vez, em Lages

Conseguindo formar uma fila de esperança, aquela fila que todos querem enfrentar,

Sem reclamar e, apenas agradecer

Uma imagem assim, feita por filhos e netos, foram as mais emocionantes, as mais vistas, curtidas e compartilhadas nos grupos de família

Essa esperança, em forma de vacina, mesmo conscientes da necessidade de manter os cuidados, nos tranquiliza, e que num futuro próximo, nos dê a chance de abraços e sentimentos reclusos, nos pais, nos filhos, nos amigos.

Algo que infelizmente, muitos irmãos, filhos, pais, avós e amigos, não poderão mais realizar, pois muitas vidas foram perdidas nesse caminho.

E agora, chegou minha vez, após acompanhar tudo isso, fui vacinado e fiquei na frente de uma lente, e a sensação é incrível, senti emoções que nem imaginava que as pessoas sentiam, quando eu as fotografava

Nem quando tive minha carteirinha de atleta do Inter de Lages, quando adolescente, fiquei tão emocionado, ao receber minha carteira de vacinação

Senti na pele, no coração e nos olhos, a emoção de ser cuidado, protegido e imunizado, pelas mãos desse poessoal da Saúde.

Na foto a abaixo, uma homenagem em meu nome e é claro, em nome de todas as pessoas que foram cuidadas, salvas e protegidas, por vocês… bom, alguns chamam de profissionais da Saúde, outros chamam de colaboradores da Saúde, por outros, de funcionários públicos, entre outros, trabalhadores da área da Saúde, e eu… bom, eu as chamo de:

‘ANJOS DA ESPERANÇA”

Texto e fotos: Nilton Wolff / Lages Online

Categorias: Uncategorized

0 comentários

Deixe uma resposta

Avatar placeholder

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *