Academias e Igrejas poderão abrir só dependendo do Governador Moisés agora.

Os deputados estaduais de Santa Catarina aprovaram nesta quarta-feira a reabertura das academias e dos templos religiosos no Estado durante o período de isolamento por causa do coronavírus. As atividades foram declaradas como essenciais dentro dos critérios adotados pelo governo para definição do que pode ou não funcionar durante períodos de crises “ocasionadas por moléstias contagiosas ou catástrofes naturais”.

O projeto sobre as atividades físicas é de autoria do deputado Fernando Krelling (MDB). O texto “reconhece a prática da atividade física e do exercício físico como essenciais para a população de Santa Catarina em estabelecimentos prestadores de serviços destinados a essa finalidade, bem como em espaços públicos”. Na votação, somente o deputado Paulo Eccel (PT) se posicionou contra.

Em seguida os deputados aprovaram o projeto do deputado jair Miotto (PSC) que “reconhece a atividade religiosa como essencial para a população de Santa Catarina”. Neste caso, Eccel votou contra e o deputado Marcius Machado (PL) se absteve. Os demais deputados aprovaram a liberação das atividades.

Nos dois projetos, há emendas que condicionam a abertura das atividades às “normas sanitárias ou de segurança pública aplicáveis e serão precedidas de decisão administrativa fundamentada da autoridade competente, a qual deverá expressamente indicar a extensão, os motivos e critérios científicos e técnicos embasadores da(s) medida(s) imposta(s)”.

Os dois textos agora vão para a decisão do governador Carlos Moisés da Silva, que opta pela sanção ou não dos projetos. Em coletiva de imprensa nesta quarta-feira, Moisés disse que vai analisar as propostas.

Fonte e texto: nsctotal.com.br

Fotos: Nilton Wolff e Divulgação Internet

Categorias: Uncategorized

0 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *